Administração rural: Trate a lavoura e criação como negócio

Publicado em 06/07/2020 | Atualizado em 29/03/2021

Todo produtor agrícola está sempre preocupado com os números que sua lavoura ou rebanho podem trazer. A cada safra finalizada ou lote de animais abatido, buscamos olhar os resultados para aumentar a produção e a lucratividade. Mas como fazer isso? A resposta está na adoção da administração rural!

Não importa se temos uma fazenda muito grande ou uma pequena propriedade para agricultura familiar, a administração rural será uma necessidade importante para o agronegócio.

Administração Rural

A administração rural é caracterizada como um conjunto de atividades que facilitam aos produtores rurais a tomada de decisões, com a finalidade de obter melhor resultado econômico, além de permitir a elevação da produtividade da terra.

Mas qual o conceito de administração rural para quem planta e cria e como fazê-la da melhor forma possível? Confira no texto abaixo e saiba tudo isso.

 

Administração rural: qual seu conceito?

Antes de entendermos qual é o conceito envolto no tema administração rural, precisamos entender, o que é administração.

Administrar significa controlar as operações com base em uma visão geral e estratégica do negócio, permitindo a gerencia de variados fatores para extrair o maior valor de cada um deles.

Para isso, a administração é baseada em quatro funções: planejar, organizar, dirigir e controlar.

Ciclo da Administração

Onde:

Planejamento: é o estudo e avaliação da situação atual, permitindo prever acontecimentos, definir objetivos e metas, além das estratégias para atingi-los;

Organização: Essa etapa é o processo em que estabelece o trabalho a ser executado, bem como os responsáveis pela sua realização;

Controle: visa assegurar a realização dos objetivos, identificar a eventual necessidade de modificações e, ainda, executar as medidas corretivas necessárias;

Direção/Gerenciamento: etapa responsável por submeter o processo a todas as etapas anteriores, mobilizar o pessoal e, ainda, acionar os recursos globais. Estes têm o mesmo peso para a obtenção do sucesso em relação aos objetivos perseguidos pelo administrador.

Neste cenário, como ocorre com todo tipo de negócio, para ter sucesso e prosperar, uma propriedade rural precisa ser muito bem gerenciada, onde os problemas serão resolvidos e os objetivos atingidos, ou seja, é preciso fazer administração rural.

Assim, a Administração Rural é o estudo que considera a organização e operação agrícola, visando o uso mais eficiente dos recursos na busca por melhores resultados, tanto em produtividade quanto em lucratividade.

Essa forma de administração de negócios rurais consiste fundamentalmente em atos de decisão e, problematicamente, em distribuição de recurso, de modo a responder as seguintes questões:

  • O que produzir?
  • Como e quanto produzir?
  • Quais recursos serão necessários para produzir?
  • Qual a expectativa de produção e lucro?

Dessa forma, o conceito de administração rural é mais amplo do que a gestão agrícola, caracterizada por envolver um nível de detalhamento maior no âmbito das operações.

O administrador rural tem seu foco voltado ao agronegócio, com seu objetivo sendo voltado para aumentar a produtividade e a rentabilidade da lavoura.

 

Muitas variáveis precisam ser consideradas pelo administrador rural

Diferentemente do que ocorre com o administrador de uma empresa, o administrador rural precisa considerar uma ampla quantidade de variáveis que interferem em suas decisões.

Entre essas variáveis pode-se citar:

  • Clima e tempo regionais;
  • Mercado consumidor dos itens produzidos na fazenda;
  • Características dos produtos comercializados;
  • Disponibilidade de área para plantio ou criação de animais;
  • Qualificação e disponibilidade da mão de obra para realizar todas as tarefas diárias;
  • Presença e formas de combate às pragas;
  • Disponibilidade da tecnologia, inclusive com a consideração das tecnologias alinhadas à agricultura 4.0;

Com base no conhecimento dessas variáveis, o administrador rural terá condições para tomar decisões para saber o quê, quanto, como e quando produzir, permitindo a melhor rentabilidade.

Além disso, o bom administrador rural precisa entender todos os setores que compõem sua atividade, seja ela destinada à agricultura ou à pecuária, hoje dividido em três partes, como visto na imagem abaixo:

Esquema da Administração Rural

Uma boa administração rural depende de muito planejamento

Quando realizada da forma correta, a administração rural propicia ao empresário rural uma lucratividade exponencial, pois permite o controle de todos os investimentos, assim como custos, gastos e exigências na propriedade.

Porém, uma regra básica da administração rural é guiar-se por um planejamento muito bem feito, para que o administrador não se perca diante de tantos fatores que permeiam essa atividade.

Este planejamento tende a ser muito simples, com o administrador podendo seguir o ciclo de produção por safras ou ciclos de engorda do gado, por exemplo:

  • Quais os objetivos (o que fazer)?

Essas são as metas específicas da atividade e que devem ser alcançadas ao longo do período que, no conjunto, vão responder pelos resultados da organização.

  • Quais estratégias adotar (como fazer)?

São as formas escolhidas pelo empreendimento para concretizar seus objetivos e, em consequência, sua grande meta do período.

  • Qual é o cronograma (quando fazer)?

Nesta etapa do planejamento são apresentadas quais serão as atividades a serem executadas e quando serão realizadas, além do tempo previsto esperado para a realização de cada uma das atividades.

O cronograma permite ainda estimar o prazo necessário em função dos recursos disponíveis, assim como analisar a possibilidade de antecipar, atrasar e sobrepor atividades ou até realizá-las em paralelo.

  • Quais serão os responsáveis (quem irá fazer)?

Nesta etapa do planejamento será preciso nomear os responsáveis ou o responsável por cada uma das atividades.

  • Quais são os recursos disponíveis (com o que faremos)?

Por fim, essa etapa ajuda o administrador a identificar os recursos globais necessários para a execução do planejamento como um todo.

 

Nunca se esqueça da adoção da tecnologia para administrar atividades rurais

No ambiente do agronegócio, com o avanço da tecnologia e da capacidade de gestão, um novo paradigma surge entre administradores rurais que é:

A administração rural não deve mais buscar a máxima produção a qualquer custo, mas sim buscar a MÁXIMA RELAÇÃO CUSTO X BENEFÍCIO nas atividades desenvolvidas.

Para alcançar isso e para se adequar às necessidades de lavouras e rebanhos, bem como conhecer o mercado e processos de produção, o uso da tecnologia torna-se fundamental, sendo uma importante facilitadora de tempo e administração de entradas e saídas, sejam de insumos e de produtos ou de capital.

Neste sentido, a unificação e organização de todos os dados e informações em um sistema integrado são peças-chave para o sucesso da administração rural.

Administração Rural da Pecuária

Para isso, o uso de um software se configura como uma ótima ferramenta, pois disponibiliza informações muito mais precisas ao produtor.

Um dos melhores softwares do mercado é o CHBAGRO, que é a escolha número 1 do produtor rural, já que tem um time de analistas e programadores que vivenciam a rotina do agronegócio.

Além de formação e experiência de campo do plantio até a colheita, do nascimento do bezerro ao abate do gado.

O CHBAGRO nasceu no campo e, por isso, consegue auxiliar o administrador a acompanhar toda a atividade, desde antes da porteira até para além da fazenda. O CHBAGRO engloba:

  • Software de Gestão Agrícola de todas as operações de campo das fazendas;
  • Software de Gestão de Frota;
  • Controle completo das operações financeiras da fazenda;
  • Controle de materiais com opção para alocação em vários almoxarifados;
  • Sistema para Emissão de Notas Fiscais Eletrônicas.

Por fim, o CHBAGRO, baseado em mais de 70.000 programas e dados de mais de 600 fazendas em todo Brasil, conecta as áreas operacional e administrativa das fazendas, resultando em um controle financeiro muito mais eficiente.

 

Conclusões

Para atingir altas produtividades baseadas em um custo benefício vantajoso da atividade rural, o investimento em administração é fundamental, pois permite conhecer as particularidades da fazenda, tudo o que foi gasto, e quais são os lucros.

Além disso, quando administramos bem a lavoura ou a criação, tomamos decisões com maior clareza e assertividade.

Também é importante lembrar que administradores rurais modernos devem, cada vez mais, adotar um software que os ajuda a realizar a administração de custos de produção e, também, do capital humano e das particularidades do agronegócio.

 

---

Saiba mais sobre o único Software Agrícola completo do Brasil!

Fale com analista CHBAGRO

CHBAGRO já atende 600 fazendas em todo país.

Se preferir, envie um e-mail para contato@chbagro.com.br ou ligue 16) 3713.0200.

 

Diego Cruz
Diego Cruz
Sou Zootecnista (FZEA/USP) e mestre em produção animal sustentável pelo Instituto de Zootecnia. Atualmente sou produtor de conteúdo para a internet.

Artigos Relacionados

VOLTAR

Ao clicar no botão “aceito”, o titular dos dados dará permissão para a captação e tratamento de seus dados para que o controlador dos dados os utilize de maneira a atingir suas pretensões pessoais, balizadas pela lei 13.709/18. Cumpre informar que ao clicar em “aceito” o titular dos dados concorda integralmente com a política de privacidade da empresa, disponível em: Política de Privacidade.