Gestão da Cana-de-Açúcar: Passo a Passo para Análise do Solo

Publicado em 10/03/2023 | Atualizado em 20/04/2023

Preencha o formulário abaixo para baixar o pdf

A análise do solo é feita para apontar a presença e a quantidade de nutrientes essenciais ao desenvolvimento da cana, que se encontram disponíveis no solo e em condições de serem absorvidos pelas raízes.

A amostragem do solo é uma etapa crucial que irá garantir o sucesso da correção e adubação do solo. Esta etapa feita de maneira errada irá comprometer todas as etapas seguintes, levando, consequentemente, a uma recomendação errada.

A amostragem, portanto, deve ser feita de maneira a representar toda a área a ser cultivada.

Pela amostragem e análise laboratorial do solo para determinação dos conteúdos dos nutrientes é possível fazer uma recomendação racional e econômica de adubos e corretivos.

Análise de Solo para Cana-de-Açúcar

A análise do solo é a principal etapa para indicar a quantidade de nutrientes que o solo pode fornecer para as plantas.

É por meio da análise do solo que se recomenda a correção do solo e os fertilizantes a serem utilizados pelas plantas.

De modo geral, as etapas para se indicar uma correta recomendação de fertilizantes e corretivos, de acordo com a necessidade da cultura e as características do solo, são as seguintes:

  1. 1. Amostragem do solo;
  2. 2. Preparo e identificação da amostra;
  3. 3. Envio ao laboratório;
  4. 4. Análise química: extração e determinação do teor dos nutrientes disponíveis;
  5. 5. Interpretação dos resultados da análise;
  6. 6. Recomendação da adubação e correção do solo.

Para que a recomendação seja adequada à área de produção, é imprescindível que a amostragem do solo seja representativa e feita de maneira correta. A qualidade na coleta do solo irá garantir sucesso em todas as etapas seguintes.


Índice de Conteúdo (clique e vá direto ao assunto que procura)


Por Que é Importante Fazer uma Boa Amostragem do Solo?

É importante porque a amostragem do solo é fundamental para o sucesso da recomendação de corretivos e fertilizantes.

Por outras palavras, como a recomendação dos nutrientes que são essenciais para o crescimento e desenvolvimento das plantas é feita a partir da análise do solo, é imprescindível que a amostragem seja feita com muito critério e rigor.

A amostra do solo deve ser coletada de forma representativa da área. Para isso, recomenda-se dividir a área em talhões de acordo com as diferentes características do local, como por exemplo: cor do solo, textura do solo, relevo, histórico da área e/ou vegetação anterior, entre outros.

Para a coleta das amostras, recomenda-se que o responsável caminhe em zig zag em cada talhão coletando subamostras, todas com a mesma quantidade de solo, das profundidades que se deseja avaliar.

Estas subamostras serão reunidas e bem misturadas numa amostra composta e deverão ser enviados para análise. A quantidade de amostras evidentemente vai depender do número de talhões da área a ser cultivada.

Segundo o Boletim 100 do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), recomenda-se a amostragem do solo das soqueiras seja feita a cada dois anos a fim de corrigir a acidez do solo pela calagem e elevar a saturação do solo 70% na camada superficial.

Vários equipamentos podem ser utilizados para a coleta das amostras de solo, contudo, é importante que se faça a limpeza do equipamento entre as coletas para evitar possíveis contaminações das amostras.

Posteriormente, as amostras devem ser devidamente identificadas, contendo as informações do local de coleta e enviadas ao laboratório para análise.

Análise de Solo para Cana-de-Açúcar

Como é Feita a Extração e Determinação dos Nutrientes Disponíveis no Solo?

Após a coleta e envio das amostras de solo para o laboratório, é feita a determinação dos nutrientes presentes na amostra.

Os nutrientes no solo nem sempre estão disponibilizados para as plantas, podendo estar ligados fortemente as cargas elétricas do solo ou estar em formas químicas que as raízes das plantas não conseguem absorver.

Diante disso, é muito importante verificar qual o método utilizado pelo laboratório para compreender os resultados da análise química.

Para a recomendação dos corretivos e fertilizantes, é necessário determinar quais nutrientes estão facilmente disponíveis para as raízes das plantas, que são os elementos presentes na solução ou fracamente ligados às partículas sólidas do solo.

No laboratório, a determinação da presença e quantidade dos nutrientes no solo é feita por meio de extratores, que são soluções químicas e que quando em contato com a amostra de solo, reagem e tornam solúveis as quantidades do elemento, simulando o que a planta (cana) poderia extrair do solo.

 

Interpretação dos Resultados das Análises e a Recomendação da Adubação e Correção do Solo

Por meio de curvas de calibração obtidas a partir de trabalhos científicos, é possível identificar a quantidade dos elementos presente na amostra e saber se o solo tem baixo, médio ou alto teor de determinado nutriente.

Posteriormente, com base em manuais publicados das curvas de calibração, como pelo Boletim 100 do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), realiza-se a interpretação dos resultados da análise química para a recomendação da adubação e correção do solo.

Segundo o Boletim 100 do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), atualizado e publicado no ano de 2022, recomenda-se realizar a fosfatagem logo após a calagem em condições que o teor de P é muito baixo.

Para o nutriente potássio (K), recomenda-se a aplicação corretamente de acordo a necessidade a cultura e o teor no solo pois, o excesso de KCl, principal fonte do nutrientes, pode levar a salinidade do solo.

Para a adubação da soqueira, recomenda-se levar em consideração a produtividade do ciclo anterior da cultura ou, ainda, a expectativa de produção para o próximo ciclo para se basear no momento da correção do solo e recomendação de fertilizantes.

CHBAGRO - O único software completo para produtores rurais do Brasil.

O Planejamento Pode Auxiliar na Adoção das Atividades Referentes à Análise do Solo

Os procedimentos de coleta das amostras de solo, análise pelo laboratório e recomendação de corretivos e fertilizantes geram custos para o produtor.

No que diz respeito ao aspecto administrativo da propriedade, é possível programar o momento ideal para realizar estes procedimentos assim como um bom gerenciamento do estoque da propriedade no que diz respeito à compra dos insumos necessários.

 

Ainda neste aspecto, o planejamento pode auxiliar na tomada de decisões e definir melhor os objetivos a serem alcançados.

 

---

Saiba mais sobre o único Software Agrícola completo do Brasil!

Fale com analista CHBAGRO

CHBAGRO já atende 600 fazendas em todo país.

Se preferir, envie um e-mail para contato@chbagro.com.br ou ligue 16) 3713.0200.

 

Tamires Teles de Souza
Tamires Teles de Souza
Sou Engenheira Agrônoma formada pelo IFSULDEMINAS – campus Inconfidentes, Mestre em Ciências pela ESALQ/USP e doutoranda em Solos e Nutrição de Plantas pela ESALQ/USP.
Linkedin

Artigos Relacionados

VOLTAR

Ao clicar no botão “aceito”, o titular dos dados dará permissão para a captação e tratamento de seus dados para que o controlador dos dados os utilize de maneira a atingir suas pretensões pessoais, balizadas pela lei 13.709/18. Cumpre informar que ao clicar em “aceito” o titular dos dados concorda integralmente com a política de privacidade da empresa, disponível em: Política de Privacidade.