NDVI: o que é e como usar para beneficiar a sua fazenda

Publicado em 30/03/2021

Preencha o formulário abaixo para baixar o pdf

O NDVI é um índice de vegetação que está relacionado com a biomassa das lavouras.

NDVI

NDVI é a abreviação das palavras Normalized Difference Vegetation Index, que significam índice de vegetação por diferença normalizada.

O NDVI nada mais é do que uma equação matemática que utiliza algumas bandas espectrais para mensurar biomassa da vegetação.

Muitos acham que o NDVI é uma tecnologia nova, que vem sendo utilizada dentro do agronegócio com a utilização dos drones e satélites, porém já temos imagens de satélites que podem ser utilizadas para confecção de mapas NDVI desde 1984.


Índice de Conteúdo (clique e vá direto ao assunto que procura)


Para que serve o NDVI?

O NDVI serve para realização do monitoramento das lavouras sem a necessidade de estar 100% no campo.

O NDVI pode ser relacionado com a saúde da vegetação, uma vez que consegue estimar quantidade de clorofila nas plantas analisadas.

Com o auxílio do NDVI é possível identificar manchas e variabilidades presentes nas lavouras.

Com mapas de NDVI em mãos é possível:

  • Identificar manchas de pragas e doenças;
  • Analisar falhas de plantio;
  • Analisar a biomassa das culturas;
  • Detectar possíveis falhas nas operações;
  • Recomendar adubação nitrogenada;
  • Recomendar regulador de crescimento;
  • Analisar possíveis secas e déficits hídricos na lavoura;
  • Identificar áreas degradadas.

Os mapas de NDVI ao serem confeccionados refletem a variabilidade presente nas fazendas.

Mapas de NDVI

Fonte: Agribase

Variedades estas que podem ser diversas, igual foi comentado, uma mancha de potencial mais baixo pode estar associada a pragas, doenças, nematóides ou diversas outras coisas, sendo a ida ao campo fundamental para melhores análises.

 

Como usar os mapas de NDVI para ser eficiente no campo?

Com os mapas em mãos, não é necessário caminhar por toda a fazenda e tentar encontrar variabilidades no olho ou somente na experiência dos consultores ou agrônomos.

Os mapas podem ser confeccionados do escritório e a ida a campo é fundamental para o correto levantamento de informações acerca do que está acontecendo em cada porção da lavoura.

Mapa NDVI
Fonte: Agribase

Os mapas de NDVI ajudam a aumentar a eficiência dos consultores e produtores em campo, uma vez que auxiliam a identificar quais são os talhões que necessitam da sua ajuda.

O tempo gasto em andar por toda a fazenda pode ser reduzido, sendo o monitoramento por NDVI uma ferramenta excelente para reduzir custos operacionais e aumentar a eficiência em campo.

Dessa forma, os consultores conseguem atender mais clientes e os produtores conseguem se planejar melhor e atuar mais rápido em regiões que podem apresentar pragas, doenças, nematóides e afins.

 

Quais ferramentas uso para criar o NDVI?

Existem muitas ferramentas que podem ser utilizadas para criação de mapas de NDVI.

NDVI é um índice que pode ser captado por um sensor.

Os sensores utilizados para criação dos mapas de NDVI são em sua grande maioria ópticos.

Estes sensores podem ser acoplados a drones, satélites ou podem ser portáteis.

Os sensores podem ser divididos em dois grupos: ativos ou passivos.

Sensores ativos possuem luz própria e podem ser utilizados a qualquer hora do dia dentro das lavouras, e um exemplo destes sensores é o crop circle (sensor portátil).

Crop Circle Sensor

Fonte: Interempresas

Os sensores passivos, presentes nos drones e satélites, geralmente utilizam a luz proveniente do sol, por meio de ondas eletromagnéticas para confecção dos mapas de NDVI.

Devido a necessidade da radiação proveniente do sol, eles podem ser utilizados somente em horários específicos para coleta de dados.

Os sensores são câmeras com filtros específicos para coletar dados nos comprimentos de onda do infravermelho próximo (NIR) e no comprimento de onda do vermelho (RED).

Dessa forma, a equação do NDVI é a seguinte:

(NIR - RED) / (NIR + RED)

Essa equação será sempre assim, independentemente se coletarmos os dados com drones, satélites ou sensores portáteis.

Após coletar os dados com drones, satélites ou sensores portáteis, o processamento e criação dos mapas é feito com o auxílio de softwares específicos.

Temos alguns gratuitos presentes no mercado como o QGIS, porém exigem certa experiência por parte do usuário para processamentos e criação destes mapas.

No mercado também temos plataformas que já realizam o processamento das informações e entregam os mapas prontos para o usuário final, como o CHBAGRO, por exemplo.

CHBAGRO - Desenho de Talhões

Com o auxílio desse software é possível utilizar a ferramenta Desenho de Talhões, que permite obter informações de variabilidade com mapas de NDVI.

 

NDVI proveniente de drones ou satélites?

Atualmente podemos confeccionar mapas de NDVI com imagens captadas por drones ou satélites.

Equipamentos como drones geralmente fornecem melhores resoluções espaciais nos mapas, podendo chegar a casa de 1 a 5 cm de resolução no pixel.

São excelentes ferramentas para identificação de variabilidades como falhas de plantio, manchas de pragas, doenças, entre outras.

Os custos do imageamento com drones geralmente são mais caros, no entanto, temos maiores detalhamentos e mais qualidade na informação.

Drones para NDVI
Fonte: Dji

Quando comparamos os drones a alguns satélites, os drones exigem experiência no processamento das imagens para criação dos mapas e o mais recomendado seria a contratação deste serviço por empresas terceiras ou profissionais qualificados do mercado.

Temos também satélites gratuitos que podem ser utilizados para confecção de mapas de biomassa da vegetação.

Satélites como o Sentinel 2 e o CBERS 4A são gratuitos e possuem pixel de 10 m e 8 m de resolução espacial, respectivamente, que podem ser utilizados para monitoramento das lavouras.

No mercado também existem imagens de satélites pagos que oferecem melhores resoluções espaciais (tamanho do pixel) e temporais (tempo de revisita do satélite).

Satélites para NDVI
Fonte: Engesat

Cada tecnologia possui seus prós e contras e vale destacar que em cada situação podemos optar pela escolha dos mapas feitos por drones, satélites ou até mesmo sensores portáteis.

 

Outros índices de vegetação existentes

O NDVI é apenas um dos índices de vegetação existentes no mercado.

Existem diversos outros índices que podem ser utilizados para o melhor entendimento de manchas e variabilidade dentro das lavouras.

Índices de Vegetação
Fonte: Sensix

O NDRE é outro índice de biomassa da vegetação muito utilizado em lavouras.

Índices como o VARI e o TGI também podem ser confeccionados utilizando imagens de drones e satélites, porém a equação utiliza comprimentos de onda diferentes.

 

Conclusão

Mapas de NDVI podem ser utilizados para monitoramento de biomassa da vegetação.

Com a utilização desta tecnologia, temos redução de custo no campo,  uma vez que conseguimos analisar manchas de pragas e doenças do escritório e ir para campo somente nos locais onde de fato a lavoura precisa da nossa ajuda. 

Com mapas de NDVI em mãos é possível tomar melhores decisões no manejo das culturas, analisando as manchas e variabilidades presentes em cada metro quadrado da lavoura.

 

---

Saiba mais sobre o único Software Agrícola completo do Brasil!

Fale com analista CHBAGRO

O CHBAGRO já atende 600 fazendas em todo país.

Se preferir, envie um e-mail para contato@chbagro.com.br ou ligue 16) 3713.0200.

 

Luis Gustavo Mendes
Luis Gustavo Mendes
Sou Engenheiro Agrônomo e Licenciado em Ciências Agrárias pela ESALQ/USP em Piracicaba-SP. Mestre em Engenharia de Sistemas Agrícolas, tema "Agricultura de Precisão" na mesma Instituição. Atualmente sou professor e empreendedor.
Linkedin

Artigos Relacionados

VOLTAR

Ao clicar no botão “aceito”, o titular dos dados dará permissão para a captação e tratamento de seus dados para que o controlador dos dados os utilize de maneira a atingir suas pretensões pessoais, balizadas pela lei 13.709/18. Cumpre informar que ao clicar em “aceito” o titular dos dados concorda integralmente com a política de privacidade da empresa, disponível em: Política de Privacidade.