Nutrição de Plantas e Fertilidade do Solo na Cana-de-Açúcar

Publicado em 24/09/2020

A nutrição de plantas e a fertilidade do solo tem o objetivo de sempre melhorar os valores de produtividade, por isso eles são tão observados nas lavouras de cana. 

Sabemos que a cana-de-açúcar é uma importante cultura em nosso país, muito pela sua diversidade de produtos.

Quando estamos utilizando esses dois termos "fertilidade do solo" e "nutrição de plantas" pode ser que haja algumas dúvidas do que é cada um, não é mesmo?

Por isso, hoje vamos detalhar no que se trata esses termos e como eles podem refletir na sua produção canavieira.

Nutrição de Plantas

Fertilidade do solo versus Nutrição de plantas

A fertilidade do solo se trata no poder de disponibilização que o solo tem, ou seja, todos os elementos que contém nesse solo, podendo ser tanto os nutrientes assim como os elementos tóxicos.

Para o conhecimento da fertilidade do solo é necessário a realização das análises do solo, a qual consegue detalhar tudo o que existe no solo, permitindo desta forma o estabelecimento de uma estratégia para alcançar ganhos produtivos.

Já o termo nutrição de plantas se refere mais a planta, porém é uma forma associada entre solo, planta e ambiente, isto é, como a planta está se apresentando baseando-se no estado da fertilidade do solo e/ou necessitando de algum nutriente e/ou algumas variável ambiental.

 

Parâmetros de fertilidade do solo para Cana-de-Açúcar

A cana-de-açúcar apresenta um sistema radicular profundo, principalmente por ser uma cultura de ciclo semiperene, diferindo das principais culturas anuais.

Alguns fatores podem influenciar a produtividade pela nutrição de plantas tais como pH, saturação por bases, porcentagem de alumínio e teores de cálcio nas camadas mais profundas.

Quando estamos nos referindo a fertilidade, umas das primeiras informações que estamos preocupados é com o pH, tendo em vista que algumas condições pode acarretar indisponibilidade de alguns nutrientes essenciais para o pleno desenvolvimento vegetal.

Segundo a EMBRAPA, relata-se que a cana-de-açúcar é bastante tolerante à acidez e alcalinidade. Existem cultivos que se desenvolvem em solos com pH entre 4 e 8,5, porém o ideal gira em torno de 6,5.

A soma de bases que propicia o melhor desenvolvimento da planta fica em torno de 60 a 70%, relata-se que em cana soca o objetivo é elevar a 70% e já na cana planta é o menor valor.

Desta forma, podemos chegar a conclusão que para ganhos produtivos é necessário condições de fertilidade de solo ideais, tanto nas camadas superficiais como nas mais profundas, que caso necessite deve-se utilizar dos corretivos (calcário e gesso) para adequar as condições do solo.

Produtividade da Calagem
Fonte: Yara

 

E como está o estoque de nutriente no solo?

Para conhecermos a fertilidade de um solo temos que fazer o estudo do mesmo, seja diretamente como é o caso das análise química do solo ou seja através de métodos indiretos como é o caso da diagnose foliar e visual.

A análise química do solo é feita por meio de uma amostra composta a qual deve ser coletada de uma forma metódica com o intuito de representar área.

  • Cana planta: coletar as amostras 3 meses antes do plantio, coletando-as em zig-zag nos profundidades de 0 a 20 e de 20 a 40 cm.
  • Cana soca: coletar as amostras logo após o corte na distância de 20 cm da linha de cana colhida.

Para a diagnose foliar da cana-de-açúcar utiliza-se a folha mais alta, isto é, a folha com colarinho as quais devem ser coletadas em cana planta 6 meses após emergência e em cana soca 4 meses após o corte.

Em seguida, os valores são comparados com os valores de referencia da tabela a seguir:

Fonte: IPNI. Faixas de teores adequados de nutrientes de cana-de-açúcar (RAIJ & CANTARELLA, 1996).

Já a diagnose visual é baseada em como a planta está respondendo no campo. Essa forma de avaliar os estoques do solo é um pouco mais subjetiva pois pode ser influenciada por outras causas ambientais como, por exemplo, doenças.

Nesse tipo de avaliação, o técnico tem que conhecer muito bem sobre a mobilidade do nutrientes nas plantas.

 

Parâmetros de adubação para Cana de Açúcar

A adubação é baseada na equação do quanto a planta necessita e no quanto o solo tem disponível, como é mostrado na expressão a seguir.

QUANTIDADE DE NUTRIENTE = (necessidade da planta - estoque do solo) x fator F

No que se refere a necessidade de nutrição de plantas estamos dizendo qual o nutriente a ser fornecido, qual a produtividade esperada e ao modo de aplicação (época e localização).

O estoque do solo é o que já vimos anteriormente na fertilidade do solo.

E o fator F é a eficiência do fertilizante, ou seja, é uma fator de correção que tenta ajustar o que realmente é absorvido pelas plantas.

Eficiência do Fertilizante
Fonte: INPI

 

Parâmetros de nutrição de plantas para Cana-de-Açúcar

Os nutrientes necessários nas culturas da cana-de-açúcar e que são comprovadamente responsivos são os macronutrientes (nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio e enxofre).

Quanto aos micronutrientes relata-se que não existe comprovação de resposta significativa da cana, porém existe uma tendência de incremento de produção quando ocorre a aplicação de boro, cobre, manganês e zinco.

Extração de Macronutrientes
Fonte: INPIExtração e exportação de macronutrientes para a produção de 100 t de colmos (ORLANDO F.°, 1993).
Extração de Micronutrientes
Fonte: INPIExtração e exportação de micronutrientes para a produção de 100 t de colmos (ORLANDO F.°, 1993).

Plantas bem nutridas no momento em que requerem determinado nutriente apresentam respostas mais satisfatórias quanto à produtividade, por isso associar época e idade da planta favorece no incremento de produtividade através da nutrição de plantas. 

No plantio, devem ser aplicadas pequenas quantidades de nitrogênio e altas quantidades de fósforo e potássio. Já na cana-soca, são aplicadas doses altas de nitrogênio e potássio e pequena quantidade de fósforo.

  • Pré-plantio: utilização dos corretivos e correção dos teores de fósforo (fosfatagem);
  • Plantio: no sulco de plantio adubação com N, P e K, com baixas doses de N;
  • 60 a 70 dias após a emergência: faz-se a adubação de cobertura antes do fechamento do canavial, com o N e o K caso esse último tenha uma necessidade superior a 100Kg/ha(parcelamento da dose de plantio);
  • Cana-soca: faz-se a aplicação de N, P e K, com doses menores de P.

 

Gestão da Nutrição de Plantas de Cana-de-Açúcar

Para uma gestão eficiente da da nutrição da cana de açúcar, é importante o uso de um software de gestão agrícola específico para fazendas.

O CHBAGRO, baseado em mais de 70.000 programas e dados de mais de 600 fazendas em todo Brasil conecta as áreas operacional e administrativa de sua fazenda resultando em um controle financeiro eficiente.

Com a utilização do CHBAGRO torna-se possível analisar:

  • Apuração do Custo por fazenda, talhão e cultura;
  • Gerenciamento de adubação;
  • Apuração do desempenho por variedade;
  • Apuração dos custos das operações agrícolas;
  • Acompanhamento do consumo de produtos por Fazenda, Talhão, Cultura, dentre outros resultados.
CHBAGRO - O único software completo para produtores rurais do Brasil.

Quando você lança uma nota fiscal de compra, automaticamente o sistema gera uma despesa no módulo financeiro e adiciona um insumo em seu estoque.

Na medida em que o operador agrícola aplica estes insumos em sua lavoura o CHBAGRO realiza todos os cálculos necessários para lhe informar quanto, de fato, custou cada fazenda e talhão.

 

Conclusão

Para nutrição de plantas de cana-de-açúcar devemos aliar as características nutricionais do solo junto à necessidade da planta.

Por isso, fazer a manutenção da fertilidade do solo é uma boa estratégia para não exaurirmos e induzir a queda de produtividade.

E é dentro desse manejo que entramos com adubação equilibrada, com o objetivo de manutenção do solo e mantença da produtividade potencial da planta.

Então, planeje bem sua nutrição de planta para que possamos manter a fertilidade do solo e como consequência a produtividade.

 

---

Saiba mais sobre o único Software Agrícola completo do Brasil!

Fale com analista CHBAGRO

O CHBAGRO já atende 600 fazendas em todo país.

Se preferir, envie um e-mail para contato@chbagro.com.br ou ligue 16) 3713.0200.

 

Giuliana Duarte
Giuliana Rayane Barbosa Duarte
Sou Agrônoma e Mestranda em Fitotecnia pela Universidade Federal de Lavras (UFLA). Atualmente também trabalho como Técnica em Agropecuária na UFLA.
Linkedin

Artigos Relacionados

VOLTAR

Ao clicar no botão “aceito”, o titular dos dados dará permissão para a captação e tratamento de seus dados para que o controlador dos dados os utilize de maneira a atingir suas pretensões pessoais, balizadas pela lei 13.709/18. Cumpre informar que ao clicar em “aceito” o titular dos dados concorda integralmente com a política de privacidade da empresa, disponível em: Política de Privacidade.