Tudo o que você precisa saber sobre calagem

Publicado em 07/09/2020 | Atualizado em 31/03/2021

Falamos tanto em calagem nas culturas agrícolas porque é uma etapa do preparo do solo que proporciona bons resultados e lucro na sua lavoura.

Por isso, vamos discutir, nesse texto, tudo o que você precisa saber sobre calagem. Confira!

Calagem

O que é calagem na agricultura?

É a utilização de calcário (material de caráter básico - corretivo) no solo, que corrige a acidez do solo (neutraliza o alumínio tóxico) e ainda fornece cálcio e magnésio. Essa técnica atua no pH do solo (nas primeiras camadas), o que é muito importante para se ter uma boa lavoura.

Por isso, antes de pensar em altas tecnologias para sua propriedade, é preciso verificar se a sua área precisa de calagem e realizá-la antes do plantio.

Para entender como acontece a reação do calcário na solução do solo, veja a figura abaixo.

Mecanismo da Ação Neutralizante do Calcário

As reações indicam que o calcário na solução do solo (com água) libera íons e bicarbonato, o que possibilita a formação de OH-, que tem efeito de neutralização.

Comentamos que a calagem atua no pH do solo, isso é importante, pois em solos com a faixa de pH em torno de 5,5 a 6,5 são os que os nutrientes essenciais são disponibilizados para as plantas.

Veja na figura abaixo a representação dessa disponibilidade:

Disponibilidade pelo pH do Solo
Fonte: ResearchGate

Já falamos da importância da calagem, veja alguns benefícios que ela proporciona para a agricultura:

  • Correção da acidez do solo (eleva o pH);
  • Neutraliza o alumínio tóxico para as plantas;
  • Aumenta a capacidade de troca de cátions (CTC) do solo;
  • Melhora o aproveitamento dos nutrientes para as plantas;
  • Fornece Cálcio e Magnésio;
  • Estimula o crescimento radicular pelo cálcio;
  • Aumento da atividade microbiana do solo;
  • Aumento da eficiência da adubação no solo;
  • Aumenta a disponibilidade de fósforo.

A maioria das espécies vegetais apresenta incremento no rendimento com aplicação de calcário em solos ácidos, que ocorrem em várias regiões do país.

Sabemos que muitos solos naturalmente não possuem condições para a agricultura, ou mesmo que possua, com o tempo e depois de vários cultivos, a quantidade de nutrientes reduz e aumenta a acidez do solo.

Por isso é importante analisar se a sua área precisa de calagem, gessagem e aplicação de nutrientes.

Mas, como saber se preciso de calagem?

Para responder essa pergunta é necessário realizar análise de solo.

Análise de Solo

A análise de solo identifica qual é a fertilidade do solo, ou seja, quais os nutrientes estão em falta para a cultura, se precisa de calagem e gessagem.

Por isso, é muito importante realizar uma análise química do solo bem feita da sua área de cultivo. Para isso se atente na época de realizar a análise, normalmente, o período ideal para fazer isso é, no mínimo, 3 meses antes do plantio.

Além disso, a amostragem é outro ponto muito importante para a análise química do solo. Lembrando que a propriedade não é homogênea, por isso, precisa definir quais as áreas serem amostradas e dividir as áreas de forma mais homogênea possível.

A profundidade de amostragem varia em relação a cultura, podendo ser de 0-20 cm (culturas anuais), de 0-20 cm e 20-40 cm (culturas perenes), e outras.

Colete subamostras das áreas pré-definidas e depois misture para obter uma amostra composta para ser enviada para o laboratório. E não se esqueça de escolher um laboratório de sua confiança.

Depois de realizar a análise do solo, veja os tipos de calcário e quando aplicar.

 

Tipos de calcário e quando aplicar

Existem vários materiais com efeito de caráter básico que estão disponíveis, como: calcário, escória, calcário calcinado, carbonato de cálcio, cal hidratada, entre outros. O que muda nesses materiais é a sua forma de obtenção e sua característica.

Os calcários podem ser classificados de acordo com a quantidade de cálcio e magnésio na sua constituição:

- Calcítico: maior teor de cálcio e menor de magnésio

- Dolomítico: maior teor de magnésio e menor de cálcio

- Magnesiano: teor intermediário de magnésio.

Tabela de Recomendação de Calagem
Fonte: Adaptado da recomendação do Ministério de Minas e Energia (2009)

E ainda você pode encontrar o calcário Filler, que é um calcário com granulometria fina, sendo indicado para plantio direto.

Além do tipo de calcário é importante saber quando aplicar.

Recomendações sugerem que o calcário deve ser aplicado cerca de 3 meses antes do plantio, pois demora aproximadamente 3 meses para reagir no solo.

O calcário pode ser aplicado em área total e incorporado no solo (plantio convencional) ou sem incorporação (plantio direto), veja que cada tipo de plantio exige um manejo diferente.

Agora que você sabe da importância da análise do solo e dos tipos de calcário, você deve se perguntar: quanto de calcário devo aplicar na área? Por isso, vamos mostrar uma fórmula comum para o calculo da calagem.

 

Cálculo para a necessidade de calagem

Existem vários métodos para calcular a quantidade necessária de calcário, um método que é bastante utilizado é o Método da Saturação por Bases.

A fórmula deste método é:

NC (t/ha) = [(V2-V1) x CTC x (100/PRNT)]/100, onde:

NC = necessidade de calagem;

V2 = porcentagem de saturação por bases desejadas (o que quer elevar);

Esse valor varia de 50% a 70%, sendo: 50% para cereais e tubérculos, 60% para cana-de-açúcar e leguminosas e 70% para hortaliças, café e frutas.

V1 = porcentagem de saturação por bases (encontrada na análise de solo), este valor normalmente vêm na análise de solo como V%, caso não encontre você pode calcular:

V1= (K+Ca+Mg+Na) x 100/CTC

CTC = capacidade de troca de cátions em pH 7,0 (cmol/dm3);

PRNT = Poder Relativo de Neutralização Total (encontrado na embalagem do calcário).

Fórmula: PRNT = (PNxRE)/100, sendo PN o poder de neutralização e RE a reatividade das partículas.

Se você tem dois calcários com o mesmo PRNT adquira o que tem PN maior, que é a capacidade de reagir com o solo.

O PRNT é importante para a compra do calcário, ou seja, a quantidade de calcário que tem que adquirir. Assim, quanto maior o valor de PRNT, menor a quantidade de calcário que precisa ser comprada.

Por isso, você precisa verificar qual é o custo de cada calcário levando em conta o PRNT.

 

Conclusão

Neste texto, reforçamos a importância da calagem para as culturas agrícolas e de uma análise de solo bem feita.

E agora que você sabe tudo sobre calagem: benefícios, análise de solo, tipos e como calcular. Realize uma boa interpretação da análise de solo, faça uma boa calagem na sua propriedade e obtenha bons resultados com a sua cultura agrícola!

 

---

Saiba mais sobre o único Software Agrícola completo do Brasil!

Fale com analista CHBAGRO

O CHBAGRO já atende 600 fazendas em todo país.

Se preferir, envie um e-mail para contato@chbagro.com.br ou ligue 16) 3713.0200.

 

Gressa Chinelato
Gressa Chinelato
Sou Engenheira agrônoma, mestra em Ciências/Fitopatologia (Esalq/USP) e MBA em agronegócios. Atualmente, estou cursando Doutorado no departamento de Fitopatologia na Esalq e MBA em Gestão de Projetos.
Linkedin

Artigos Relacionados

VOLTAR

Ao clicar no botão “aceito”, o titular dos dados dará permissão para a captação e tratamento de seus dados para que o controlador dos dados os utilize de maneira a atingir suas pretensões pessoais, balizadas pela lei 13.709/18. Cumpre informar que ao clicar em “aceito” o titular dos dados concorda integralmente com a política de privacidade da empresa, disponível em: Política de Privacidade.